Comuna Teatro da Pesquisa

A Comuna foi fundada no dia 1 de Maio de 1972.

Desde então,

Apresentou os seguintes espectáculos »
A Comuna no estrangeiro »
Em Portugal participou nos festivais »

 

A Comuna apresentou os seguintes espectáculos:

1972
“PARA ONDE IS” - Gil Vicente - Encenação: João Mota
“FELICIANO E AS BATATAS” (infantil)- Catherine Dastie - Encenação: João Mota

1973
“BRINCADEIRAS” - Colectivo de Carlos Paulo, Francisco Pestana, João Mota, Madalena Pestana, Manuela de Freitas e Melim Teixeira Encenação: João Mota
“VAMOS PARA MALJUKIPI” (infantil) - Colectivo a partir de Textos de Crianças de Casa de Pessoal da F.C.Gulbenkian - Encenação: João Mota

1974
“A CEIA” - Colectivo de Recolhas de Brecht, Gil Vicente, Antero de Quental, Bíblia, Corão, Vinicius de Morais e Mário Dionísio Encenação: João Mota
“A CEIA II” - Colectivo com a inclusão de “A CEIA” - Encenação: João Mota
“CEGADA” - Texto colectivo - Encenação: João Mota

1975
“ERA UMA VEZ” - Alfredo Nery Paiva - Encenação: João Mota
“BÃO” (para todos)- João Mota - Encenação: João Mota

1976
“FOGO” - Colectivo e Recolhas de Esquilo, Autos da Inquisição, Grupo de Cristãos de Bogota, D.Helder Camara, Camilo Torres, Hitler, Pinochet, Franco, Salazar, Che Guevara, Mao Tse Tung, Amilcar Cabral e Samora Machel - Encenação: João Mota
“O MURO” - José Gomes Ferreira - Encenação: João Mota

1977
“EM MAIO...” - Colectivo e Recolhas de Salazar, Bíblia, Cura D’Ars, S. Vicente de Paula, Manual Militar da Guerra Colonial, Discurso do PR de 10 de Junho 73, cartas dos Bispos Portugueses de 65, Augusto Boal, José Mário Branco, Pablo Neruda e colagem de discursos pós 25 de Abril Encenação: João Mota
“A MÃE” - Bertolt Brecht - Encenação: João Mota

1978
“VIAGENS FABULOSAS DE SIMÃO E ZACARIAS” (infantil) - Colectivo a partir de Textos Clássicos Infantis - Encenação: Nuno Feijão
“HOMEM MORTO HOMEM POSTO” - Bertolt Brecht - Encenação: João Mota

1979
“SISSURRICA” - Jorge de Sena - Encenação: João Mota
“GUERRAS DO ALECRIM E MANGERONA” - António José da Silva - Encenação: João Mota

1980
“O DRAGÃO” - Evguini Schwartz - Encenação: João Mota
“AS DESPEDIDAS DA GRÃ-DUQUESA” - Bernard da Costa - Encenação: João Mota
“EM FRENTE DA PORTA DO LADO DE FORA” - Wolfgang Borchert Encenação: João Mota

1981
“DEIX’OS POISAR” (Café-Teatro) Carlos Paulo, Francisco Pestana, Abel Neves, Gil Vicente e Fernando Pessoa - Encenação: João Mota
“SERENA GUERRILHA” - Abel Neves e Comuna

1982
“A VIAGEM” - Helder Costa - Encenação: João Mota
“NÃO FUI EU FORAM ELES ...” (Café-Teatro) Abel Neves, Carlos Paulo, Fernando Gomes, Francisco Nicholson - Encenação: João Mota

1983
“A CASTRO” - António Ferreira
“QUERO O MEU VITOR A CORES” (Café-Teatro) Carlos Paulo - Encenação: João Mota

1984
“MARAT” - Peter Weiss - Encenação: João Mota
“PARA ONDE IS” - Gil Vicente - Encenação: João Mota

1985
“PÓ DE PALCO” (Café-Teatro) Herberto Helder, José Pedro Gomes, Carlos Paulo, Abel Neves, Manuel Alegre, Luís Campos e Karl Valentim
“MESTRE MEU MESTRE QUERIDO” - Fernando Pessoa - Encenação: João Mota
“AMADIS” - Abel Neves - Encenação: João Mota
“FESTA MEDIEVAL” (em colaboração com o grupo de música antiga “La Batalla”)-Abel Neves/Comuna - Encenação: João Mota

1986
“CALIGULA” - Albert Camus - Encenação: João Mota
“TOURO” - Abel Neves - Encenação: João Mota

1987
“VICTOR OU AS CRIANÇAS NO PODER” - Roger Vitrac - Encenação: João Mota
“FARSA VOCÊ MESMO” (Café-Teatro) José Carlos Ary dos Santos, Jaime Gralheiro, Carlos Paulo, Alexandre Lopes, Abel Neves, Pero Garcia, João Zorro, Rui Moniz, Diogo Fogaça, Fernando da Silveira Bocage, Filinto Elísio e Abade de Jazente - Encenação: João Mota
“O DESPERTAR DA PRIMAVERA” - Frank Wedekind - Encenação: João Mota
“OS DOIS CORCUNDAS E A LUA” - Richard Demarcy - Encenação: João Mota

1988
“O DESTINO MORREU DE REPENTE” - Alves Redol - Encenação: João Mota
“ÉDIPO-REI” - Sófocles - Encenação: João Mota

1989
“FESTIVAL DA OTITE” - (Café-Teatro)- Carlos Paulo - Encenação: João Mota
“OS RECRUTAS” - (Biloxi Blues)- Neil Simon - Encenação: João Mota
“PÉCORA” - Natália Correia - Encenação: João Mota

1990
“O ESTRANGEIRO EM CASA” - Richard Demarcy - Encenação: João Mota
“UM ELÉCTRICO CHAMADO DESEJO” - Tennessee Williams - Encenação: João Mota

1991
“II FESTIVAL DA OTITE” (Café-Teatro) - Carlos Paulo - Encenação: João Mota
“GRANDE ÁREA” - Raymond Duthérque - Encenação: Almeno Gonçalves
“TERRA” - Abel Neves - Encenação: João Mota
“MÁ SORTE TER SIDO PUTA” - John Ford - Encenação: João Mota

1992
“FEIRA VICENTINA” - Gil Vicente - Encenação: João Mota
“EDUARDO II” - Marlowe - Encenação: João Mota

1993
“QUANDO PASSAREM CINCO ANOS” - F. Garcia Lorca - Encenação: João Mota
“PERDIÇÃO” - Hélia Correia - Encenação: João Mota
“BÃO” - João Mota - Encenação: João Mota (reposição)

1994
“EL GRANDE DE COCA-COLA” - Vários autores (Café-Teatro) - Encenação: João Mota
“LISISTRATA” - Aristófanes - Encenação: João Mota
“GUERRAS DE ALECRIM E MANGERONA” - A. José da Silva “O Judeu” - Encenação: João Mota
“A SENHORA KLEIN” - Nicholas Wright - Encenação: João Mota

1995
“A PULGA ATRÁS DA ORELHA” - G. Feydeau - Encenação: João Mota
“ATÉ AS CORISTAS FALAM” (Café-Teatro) - Fernando Gomes - Encenação: Fernando Gomes
“VIAGEM” - Vários autores - Encenação: João Mota
“AQUÍ” - Michael Frayn - Encenação: Alfredo Brissos

1996
“MONÓLOGO; PRECISAMENTE; NOVA ORDEM MUNDIAL” de Harold Pinter - Encenação: Álvaro Correia
“A TRAVESSIA” de Erico Verissimo/João Mota - Encenação: João Mota
“O MAL DA JUVENTUDE” de Ferdinand Bruckner - Encenação: João Mota

1997
“MEDIDA POR MEDIDA” de Shakespeare - Encenação: João Mota
“AUTO DA JUSTIÇA” de Francisco Ventura - Encenação: João Mota
“PORTAS COMUNICANTES” de Alan Ayckbourn - Encenação: Alfredo Brissos

1998
“O VOO DAS BORBOLETAS” de Luís Fonseca - Encenação: Álvaro Correia
“O FIDALGO APRENDIZ” de D. Francisco Manuel de Melo - Encenação: João Mota
“OS DOZE DE INGLATERRA” de António Torrado - Encenação: João Mota
“A PALAVRA DOS POETAS” - início, em Novembro, de uma série de espectáculos de poesia. Coordenação de Carlos Paulo.

1999
“AS VARIAÇÕES GOLDBERG” de George Tabori - Encenação: João Mota
“INTER/RAIL” de Abel Neves - Encenação: Álvaro Correia
“D. JOÃO E JULIETA” de Natália Correia - Encenação: João Mota
“TUDO CORRE BEM NO MELHOR DOS MUNDOS” de António Torrado – Encen. JoãoMota

2000
”NÃO SOBRE ROUXINÓIS” de Tennessee Williams - Encenação: Alfredo Brissos
“LIANOR NO PAÍS SEM PILHAS” de Armando Nascimento Rosa - Encenação:João Mota
“O VENTO QUE VEM” de Luis Fonseca – Encenação: Álvaro Correia

2001
“2001 MENINAS AO ESPAÇO” de Carlos Paulo - Encenação: Carlos Paulo
“UBU NA COMUNA” de Alfred Jarry - Encenação: João Mota

2002
“ERA UMA VEZ QUATRO” de António Torrado – Encenação - João Mota
“AS PÁGINAS ARRANCADAS” de Luiz Francisco Rebello – Encenação: João Mota
“CATEGORIA 3.1” - Morire di Classe - de Lars Norén – Encenação de Álvaro Correia

2003
“BÃO PRETO” de João Mota – Encenação de João Mota
“UM BICHO NA LUA” de Richard Kalinowsky – Encenação de João Mota
“JORNADA PARA A NOITE” de Eugene O’Neill – Encenação de Joao Mota
“AUTO DA ALMA” de Gil Vicente – Encenaçao de Joao Mota

2004
”DEZ DEDINHOS NAS MÃOS, NOVE DEDINHOS NOS PÉS” de Sue Townsend -Encenação Alfredo Brissos
”CARA DE FOGO” de Marius von Mayenburg - Encenação e versão cénica de João Mota.
”A Cabra ou Quem é Silvia” de Edward Albee - Encenação de Alvaro Correia.

2005
”O Homem Sem Sombra” de António Torrado a partir de contos de H.Christian Andersen- Encenação João Mota
”Roberto Zucco” de Bernard Marie Koltés - Encenação e versão cénica de João Mota.
”Maria de Magdala” de Armando Nascimento Rosa (co-produção Comuna-CENDREV) -Encenação e versão cénica de João Mota.
”WWW. Feios Porcos e Maus. pt” - Autoria e Direcção de Carlos Paulo.

2006
“Todos os que Caem” de Samuel Beckett - Encenação de João Mota
”A Colher de Samuel Beckett” de Gonçalo M. Tavares - Encenação de João Mota
“A Casa da Lenha” de António Torrado – Versão Cénica e Encen. João Mota – co/prod. Teatro Nacional D. Maria II

2007
“Misantropo” de Molière” - Encenação de Álvaro Correia
“Tartufo” de Moliére” – Encenação de João Mota- Espectáculo Comemorativo dos 35º Aniversário.
“Hamlet” de Willian Shakespeare – Encenação de João Mota – Co-Prod. Maria Matos/ Comuna

2008
“A Afilhada de Santo António” – António Torrado- Encenação de João Mota
“Do Desassossego” de Bernardo Soares/F. Pessoa – Encenação de João Mota.
“Berlim” a partir de “Berlim” de Gonçalo M. Tavares – Encenação de João Mota
“Hospedes Indesejados” de V. Autores – Encenação de João Mota